Estímulo para APLs | AGÊNCIA FAPESP

Estímulo para APLs

19 de agosto de 2009

Agência FAPESP – O Programa Estadual de Fomento aos Arranjos Produtivos Locais (APLs) iniciou suas atividades no dia 14 de agosto, em Ribeirão Preto (SP). Os APLs concentram geograficamente micro, pequenas e médias empresas de um mesmo setor ou cadeia produtiva que, sob uma estrutura de governança comum, cooperam entre si e com entidades públicas e privadas.

Segundo a Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, para coordenar o programa também foi criada a Rede Paulista de Arranjos Produtivos Locais. Em todo o Estado existem 24 APLs, que somam 14,5 mil empresas e 350 mil postos de trabalho.

O programa prevê a aplicação de R$ 4,4 milhões da secretaria e outros R$ 6 milhões de recursos adicionais, nas próprias localidades.

Em Ribeirão Preto, foi inaugurado o Centro de Desenvolvimento e Inovação Aplicada em Equipamentos Médico-Hospitalares e Odontológicos (Cedina), que conta com 70 empresas, sendo 80% microempresas que, juntas, empregam 1.750 trabalhadores. O Cedina será gerido em parceria com a Fundação Instituto Polo Avançado de Saúde de Ribeirão Preto (Fipase) para dar suporte e promover inovação tecnológica às empresas locais.

O centro oferecerá ensaios, avaliação de produtos, testes de qualidade e projetos de desenvolvimento, buscando dar competitividade ao APL. O valor total de recursos que será liberado ao Cedina é de R$ 628 mil. O Estado será responsável pelo aporte de pouco mais de R$ 304 mil e o restante será contrapartida da Fipase.

Mais informações: www.desenvolvimento.sp.gov.br
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados