CeMEAI firma parceria com instituições chilenas | AGÊNCIA FAPESP

Acordo envolveu a entrega do módulo iSports – Chile Children para identificação de talentos esportivos (foto: Phelipe Janning/Agência FAPESP)

CeMEAI firma parceria com instituições chilenas

31 de outubro de 2016

Agência FAPESP – O Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) apoiados pela FAPESP, firmou parceria com duas instituições chilenas: o Centro de Estudios Avanzados de Fisiologia del Ejercicio (CEAFE) e o Departamento Deporte de Alto Rendimiento, do Instituto Nacional de Deportes, de acordo com a Assessoria de Comunicação do CeMEAI.

O acordo envolveu a entrega do módulo iSports – Chile Children, derivado do iSports, sistema desenvolvido pelos pesquisadores Francisco Louzada Neto, coordenador de transferência de tecnologia do CeMEAI, Anderson Ara, aluno de pós-doutorado do Centro, e Alexandre Maiorano, aluno de doutorado do Programa Interinstitucional de Pós-Graduação em Estatística (PIPGEs) da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

O sistema funciona como um ‘olheiro virtual’ que encurta o tempo de reconhecimento de talentos nos esportes. Voltado, inicialmente, ao futebol, o iSports se baseia em resultados de testes físicos e de habilidades esportivas de atletas (leia mais sobre o iSports em http://agencia.fapesp.br/22207). 

“O módulo de acompanhamento das crianças chilenas que estamos desenvolvendo vai auxiliá-los na identificação de possíveis talentos esportivos, o que pode culminar em um processo de investimento esportivo de precisão”, afirmou Louzada Neto. ““Espero que, em um futuro próximo, possamos formalizar o relacionamento das equipes de pesquisadores brasileiros e chilenos, impulsionando a atuação internacional formal do CeMEAI”, finaliza.

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados