BIOTA-FAPESP abre chamada para educação em biodiversidade | AGÊNCIA FAPESP

Propostas devem ser submetidas até 31 de março de 2016 por meio do SAGe (foto:Eduardo Cesar/FAPESP)

BIOTA-FAPESP abre chamada para educação em biodiversidade

29 de outubro de 2015

Agência FAPESP – O Programa FAPESP de Pesquisas em Caracterização, Conservação, Restauração e Uso Sustentável da Biodiversidade (BIOTA) abre uma chamada de propostas para selecionar e apoiar projetos de pesquisa que contemplem a área de educação em biodiversidade. A área de educação em biodiversidade é uma das prioridades do BIOTA/FAPESP, como evidenciado no Science Plan and Strategies for the next decade.

A chamada de propostas BIOTA-FAPESP: Educação objetiva apoiar projetos de estudos e pesquisas relacionados aos diferentes níveis e modalidades da educação e da comunicação, de forma articulada aos interesses do programa.

Pesquisadores que pretendam solicitar Auxílios à Pesquisa, nas modalidades Projeto Temático e Jovem Pesquisador, já podem incluir em sua solicitação, quando justificável, Bolsas no País - Ensino Público (BP.EP) e Bolsas no País - Jornalismo Científico (BP.JC) como itens do orçamento solicitado. Com essa iniciativa a FAPESP espera intensificar a interação entre seus melhores projetos de pesquisa e a escola pública em São Paulo.

O BIOTA-FAPESP envolve mais de 1.200 profissionais: 900 pesquisadores e estudantes das universidades paulistas, institutos de pesquisa e organizações não governamentais, 150 colaboradores de outros estados brasileiros e 80 do exterior.

Além do avanço do conhecimento fundamental e aplicado sobre a caracterização, conservação e uso sustentável da biodiversidade do Estado de São Paulo, o programa contribui significativamente para a formação de recursos humanos altamente qualificados em pesquisa e desenvolvimento nessas áreas.

O foco da presente chamada inclui:

 – pesquisa sobre implicações da multiplicidade de sentidos (científicos, de políticas públicas e bioprospecção, por exemplo) do termo biodiversidade no campo da educação para a formação do cidadão;

 – pesquisa sobre a relação entre a mudança de paradigma na pesquisa em biodiversidade e as potencialidades para alterações na biologia escolar e nos processos de ensino e aprendizagem;

 – pesquisa sobre a função científica e histórica dos processos, métodos e teorias de produção de conhecimento em taxonomia e sistemática e suas ressignificações/apropriações/conexões para educação;

 – pesquisa sobre as implicações sociais, éticas e culturais das exposições e demais artefatos de comunicação científica e funcionamento de museus e as mídias que tematizam biodiversidade;

 – pesquisa articulada às ações educativas em museus e demais espaços de comunicação científica, na temática da biodiversidade; 

 – pesquisa que resulte em material didático sobre biodiversidade adequado para os ensinos fundamental e médio.

As propostas podem ser apresentadas nas linhas de fomento Auxílio à Pesquisa – Regular, Auxílio à Pesquisa – Projeto Temático ou Programa Jovem Pesquisador em Centros Emergentes.

As propostas devem ser submetidas até o dia 31 de março de 2016 por meio do Sistema de Apoio a Gestão (SAGe) da FAPESP, em: www.fapesp.br/sage.

Mais informações estão disponíveis na chamada de propostas, em: www.fapesp.br/9823.
 

Assuntos mais procurados