A matemática do cérebro é tema de podcast produzido na USP | AGÊNCIA FAPESP

Iniciativa do Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão em Neuromatemática – um CEPID da FAPESP – visa difundir pesquisas conduzidas na interface entre a neurobiologia e a matemática (imagem: divulgação)

A matemática do cérebro é tema de podcast produzido na USP

06 de novembro de 2019

Agência FAPESP – O Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão em Neuromatemática (NeuroMat) publicou o segundo episódio do podcast “A Matemática do Cérebro”. O NeuroMat é um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) financiado pela FAPESP na Universidade de São Paulo (USP).

O objetivo do podcast é difundir as pesquisas desenvolvidas no centro, na interface entre a neurobiologia e a matemática.

O programa aborda três temas principais: o modelo de sistemas matemáticos de disparos neuronais desenvolvido pela equipe do CEPID NeuroMat; o quadro estatístico necessário para tratar rigorosamente a conjectura do “cérebro estatístico”; e os processos da construção e produção da ciência de ponta no Brasil.

O primeiro episódio foi lançado no dia 1º de agosto de 2019 e trouxe entrevista com Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da FAPESP. Brito falou sobre os desafios do financiamento da pesquisa e o processo de formação de um consenso sobre a necessidade de fomentar o progresso científico no país.

O segundo episódio tem como tema a neurobiologia. O convidado foi o matemático Jefferson Antonio Galves, do Instituto de Matemática e Estatística (IME) da USP, que também é coordenador do projeto. A relação da matemática com a biologia do cérebro e a construção de um quadro conceitual para a neurobiologia foram os principais assuntos do episódio.

Conteúdo adicional será fornecido no site oficial do podcast. Fotos, transcrições, novas leituras e filmes serão incluídos. Os episódios podem ser escutados pelo site do podcast, pelo Spotify, pelo iTunes e pelo SoundCloud.
 

  Republicar
 

Republicar

A Agência FAPESP licencia notícias via Creative Commons (CC-BY-NC-ND) para que possam ser republicadas gratuitamente e de forma simples por outros veículos digitais ou impressos. A Agência FAPESP deve ser creditada como a fonte do conteúdo que está sendo republicado e o nome do repórter (quando houver) deve ser atribuído. O uso do botão HMTL abaixo permite o atendimento a essas normas, detalhadas na Política de Republicação Digital FAPESP.


Assuntos mais procurados